Nelson Adams Filho: o pioneiro da comunicação no Parador Descubra Torres

Quando criança, ele foi para Torres pela primeira vez por indicação médica. O clima do mar faria bem para a sua asma, mas fez muito mais. Sua relação com a cidade criou uma paixão eterna pelas maravilhas e aqui ele vive seus grandes amores: sua família e o jornalismo. Conheça Nelson Adams Filho, mais um parceiro do Parador Descubra Torres.

A vida em Torres

Natural da capital gaúcha, Nelson conheceu Torres quando sua família veio veranear por recomendação médica. Segundo o médico, o clima de mar iria fazer bem para seu tratamento contra asma. “Essa recomendação foi valiosa, pois fez minha família e eu conhecermos Torres”, afirma Nelson. Assim começou sua história de amor pela mais bela praia do Rio Grande do Sul.

Ainda em Torres, ele conheceu a sua esposa e testemunhou o nascimento de dois de seus três filhos. Durante 35 anos, ele teve suas atividades profissionais relacionadas com a cidade. 

Nelson Adams Filho: o pioneiro da comunicação

Jornalista de formação, foi um dos pioneiros em diversas áreas da comunicação em Torres. 

Ele foi o responsável pelo primeiro guia de turismo da cidade, escreveu para revistas e trabalhou em rádios locais. Na área pública, foi assessor de Comunicação na Câmara de Vereadores e na Prefeitura Municipal. Além disso, foi correspondente da Cia Jornalística Caldas Júnior e Rede Record para a rádio Guaíba, Correio do Povo e TV Guaíba.

Foi editor e proprietário de dois jornais locais, o Jornal de Torres e a Gazeta. Também editou pela região jornais em Três Cachoeiras, Terra de Areia, Morrinhos do Sul e Passo de Torres. Editou ainda o primeiro e único jornal diário de Torres, o Diário Gazeta, e a primeira WebTV da cidade.

A vida além de Torres

Além de atuar na cidade durante muitos anos, Nelson também trabalhou em outros lugares, com diversas conquistas. Durante 5 anos foi correspondente do jornal Folha de São Paulo, em Porto Alegre.

Em 1982, trabalhando para a rede Globo, foi o primeiro jornalista a investigar a suspeita de morte por envenenamento do então presidente João Goulart. Ele se deslocou até a fazenda do presidente em Mercedes, na Argentina.

Em seus jornais, registrou a emancipação dos distritos de Três Cachoeiras, Arroio do Sal, Morrinhos do Sul, Mampituba, Dom Pedro de Alcântara, Três Forquilhas e Passo de Torres.

Como historiador e pesquisador, editou oito livros sobre a História do Brasil, de Torres e da região.

A relação com a Infinity e o Parador Descubra Torres

O contato de Nelson com a Infinity se deu por conta do projeto “Descubra Torres”. Ambos são apaixonados pela história da cidade e dessa amizade, vieram diversas participações do historiador no canal do projeto no YouTube.

Por conta desse bom relacionamento, quando se pensou em alguém para trabalhar o conteúdo histórico no Parador, foi mais do que natural a parceria. “Pretendo dar sequência a esse trabalho histórico, agora no Parador Descubra Torres. Seja através de palestras, exposições, eventos, apresentações, sempre tendo como tema a História de Torres”, conclui. 


Conheça os outros parceiros do Parador Descubra Torres:

Dado Bier.

A Mais Bela Grife.

Santa Luzia Veículos.

Licenciar Consultoria Ambiental.

Lithos Arquitetura e Engenharia.

Marcas do Tempo.

Cantinho do Pescador.

Abilitá Móveis.